Anuncie com a gente!!!

A Propaganda é a alma do negócio !

Vinicius rações!

Vinicius rações!

Studio Alan Fernandes

Studio Alan Fernandes

Nossos Colaboradores!!!

 photo bannercompleto com novo ringo_zpsft8o4vna.gif

Obrigado pela Visita

"SEJAM BEM-VINDOS, Convidamos todos a navegarem em nossa página.".

Momento Gospel

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Artesanato de São Francisco será apresentado em Feira de SP

Posted by   on


O grupo de Taboa de São Francisco de Itabapoana participará nos dias 28, 29 e 30 de outubro, em São Paulo, da BioFath/Expo Sustent América Latina. O grupo, formado por 20 artesãs, estará presente na feira com dois stands, um com a coleção antiga e outro com a nova. A BioFath é a maior feira de produtos orgânicos do mundo, reunindo os grandes agricultores do setor. O evento começou na Alemanha e já passou por vários países.
O Grupo estará presente na feira com um stand comprado pelo Sebrae, através do Projeto “Talentos do Brasil” e de um stand próprio. O Projeto reúne quinze estados do Brasil. No Rio de Janeiro, fazem parte do projeto os grupos de Quissamã e de São Francisco, mas apenas o trabalho das artesãs sanfranciscanas será apresentado no evento em São Paulo.
A estilista e consultora do Sebrae, Paula Mendonça, contou que desde a primeira edição da feira no Brasil que o grupo participa. “A taboa é uma matéria prima sustentável. Estamos a caminho de melhorar ainda mais a produção. Procuramos não usar tinta e cola porque o valor do produto está em ser um material natural, sem utilizar agrotóxico. Esta feira valoriza grupos que produzem sem agredir a natureza”, afirmou Paula.
Segundo a artesã Regina Maria Soares de Oliveira a venda do grupo de Taboa melhorou depois que passaram a contar com a consultoria do Sebrae. “Sempre que a Paula vem a São Francisco, ela traz novas idéias para as nossas coleções. Hoje nosso grupo é conhecido dentro e fora do Brasil”, destacou Regina.
O grupo já participou de várias edições do Fashion Rio, Salão Ethic de Paris e Semana Internacional de Madri. A coordenadora do departamento de Geração de Trabalho e Renda da secretaria de Promoção Social, Helena Vinagre, valoriza os eventos como forma de escoar a produção dos artesãos e lamenta o produto não ser valorizado no próprio município. “Fico feliz com o sucesso do grupo de Taboa lá fora porque incentiva as pessoas daqui a darem mais valor a este tipo de artesanato. Apesar de ser a linha de produto que mais vende nas feiras lá fora, é o curso que temos menos demanda na secretaria. Os alunos geralmente preferem os outros tipos de artesanato porque a Taboa é um material grosseiro que acaba produzindo calos na mão”, lamentou Helena.
Só no último evento que o grupo participou, a Feira de Agricultura familiar e reforma agrária, realizada na Marina da Glória no começo do mês, foram vendidas todas as peças. Cerca de 1.200 produtos, num total de R$ 10 mil. Na ocasião os trabalhos foram elogiados pela secretária de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Benedita da Silva, que confidenciou ser fã do grupo e fez questão de tirar foto com as artesãs.
Legalização
Atualmente os organizadores das feiras estão cobrando que os grupos de artesões se legalizem, formando associações ou cooperativas para participar dos eventos. Uma das fundadoras do Grupo de Taboa de São Francisco, Shirley Jardim, contou que o grupo já perdeu uma grande encomenda por conta de não ter como emitir nota fiscal. “Recebemos uma proposta de exportar um container por mês para Holanda, mas acabamos perdendo a venda por não sermos legalizados”, lembrou Shirley.
www.pmsfi.rj.gov.br

Nenhum comentário:
Write comentários